Tag Archives: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
  • FAROFA

    OQ? 1 xícara de flocos de milho + 1/2 xic de aveia em flocos + 2 col de azeite de oliva extravirgem + sal rosa e ervas finas a gosto.

    COMO? Misture tudo, menos o azeite > leve ao forno a 200 graus por 10″ – ou até sentir o cheirinho das ervas finas e o flocos ficarem bem crocantes > misture o azeite e prontinho!

    Até os 30 anos, Gabi Castejon nunca tinha refogado arroz e nem tinha panela em casa, acredita? Pois é, em 2014 ela resolveu reduzir seu percentual de gordura e, por conta desta meta, ‘teve’ que começar a cozinhar. No começo, a Gabi achou a ideia de ir para a cozinha bastante sem sal, mas foi só começar para descobrir uma doce (e fit) paixão! Daí comprou panelas e uma passagem para Nova Iorque, onde se formou no Natural Gourmet Institute.

    Hoje, ela compartilha no FarofaFit (instagram/snapchat/facebook/youtube – @farofafit) as suas descobertas e receitas fit, tudo sempre nhaamm, saudável e com uma pitada de praticidade!

  • BOLO

    OQ? 3 ovos caipira + 2 colheres de sopa de mel orgânico + 1 laranja sem casca picada e tb sem aquela parte branquinha do meio + 1/4 de xícara de óleo coco + 150ml de iogurte natural desnatado sem lactose + 2 xícaras de farinha amêndoas + 1 xícara de adoçante culinário (gosto do xylitol) + 1 colher de sopa de fermento.

    COMO? Bater tudinho, menos o fermento e a farinha, no liquidificador até virar um creme > misturar o fermento e a farinha com uma colher > colocar a massa numa assadeira untada com óleo de coco > levar ao forno por 30min a 150 graus.

    PQ? Pq ainda dá tempo de fazer e comer à tarde com um cafezinho! Nhammmm!

    Até os 30 anos, Gabi Castejon nunca tinha refogado arroz e nem tinha panela em casa, acredita? Pois é, em 2014 ela resolveu reduzir seu percentual de gordura e, por conta desta meta, ‘teve’ que começar a cozinhar. No começo, a Gabi achou a ideia de ir para a cozinha bastante sem sal, mas foi só começar para descobrir uma doce (e fit) paixão! Daí comprou panelas e uma passagem para Nova Iorque, onde se formou no Natural Gourmet Institute.

    Hoje, ela compartilha no FarofaFit (instagram/snapchat/facebook/youtube – @farofafit) as suas descobertas e receitas fit, tudo sempre nhaamm, saudável e com uma pitada de praticidade!

  • Recentemente começei a introduzir alimentos na rotina da Maria Júlia, apesar de me manter firme com a amamentação.E vi esse artigo no Site da minha nutricionista Dra Patricia Davidson Haiat e resolvi compartilhar com vocês!

    Espero que gostem!
    AL
    criança entre dois e sete anos incompletos está em fase pré-escolar, caracterizada pela estabilização do crescimento estrutural e do ganho de peso. Esta é a fase em que mais se desenvolve a capacidade de selecionar os alimentos através do sabor, cor, experiências sensoriais e texturas. Essa escolha dos alimentos sofre influência direta dos hábitos alimentares da família. As crianças observam e imitam os pais, cuidadores e outras pessoas em suas escolhas.

    A recusa a experimentar novos alimentos também é bem comum nessa fase, por isso é muito importante ter paciência e compreensão. Há ainda uma redução na necessidade energética quando comparada a bebês de zero a dois anos.

    Já a fase escolar é contemplada por crianças de 7 a 10 anos incompletos. Aqui, temos um maior crescimento com consequente aumento das necessidades nutricionais, pois há uma alta demanda energética devido à intensa atividade física e mental. É comum que a criança fique com o apetite aumentado, pois ela passa a ter um alto gasto energético. Por isso é importante reforçar a importância de uma alimentação saudável e equilibrada com a família.

    Por fim, mas não menos importante, a adolescência se estende dos 10 aos 20 anos. Ela engloba diversas mudanças, tanto físicas, quanto mentais. A estatura aumenta, a maturação sexual, modificações corporais, sociais e emocionais acontecem. Com tantas transições é fundamental que a alimentação contemple alimentos ricos em nutrientes tais como: proteína, zinco, ferro, cálcio, vitamina D, gorduras boas e fontes de energia saudáveis (frutas, raízes, cereais integrais, leguminosas) para que desenvolvimento aconteça de forma saudável.

    Que cada fase tenha sua devida rotina alimentar para uma longevidade saudável! 

  • Vejo que muitos amigos e conhecidos meus têm esse mau hábito. Li esse artigo da minha nutri Dra. Patricia Davidson Haiat e achei legal compartilhar com vocês!
    BREAKFAST
    Qualquer motivo é suficiente para pular o café da manhã. Falta de apetite ao acordar, falta de tempo, preguiça… É preciso rever esse costume, pois a primeira refeição do dia é uma das mais importantes, pois ajuda a dar energia ao corpo, fornecendo nutrientes importantes e evitando uma eventual compulsão alimentar no período da tarde.

    Há um longo período de jejum entre a última e a primeira refeição. Ocorre que, durante seu período de sono, o organismo segue trabalhando para manter funções básicas como respiração, frequência cardíaca e circulação, que precisam de energia para ser realizadas.

    A regra não se aplica a todos, mas muitas pessoas necessitam receber energia assim que acordam para executar suas tarefas ao longo do dia com o melhor desempenho possível. E não é só isso: os tipos de alimentos ingeridos no café da manhã devem variar de acordo com as necessidades, metabolismo, rotina e objetivo individual.

    Fique alerta: se você pula o café da manhã e fica com vontade de comer chocolate à tarde, o jejum pode estar atrapalhando seu emagrecimento. Procure um profissional para analisar seu caso e possa orientá-lo devidamente.

    Cardápio de Café da Manhã Cetogênico:

    – Omelete com 2 ovos feitos no óleo de coco, tomate e cebola picadinhos e pimenta.
    – Shake com 100ml de leite de coco, 1/2 xícara de frutas vermelhas e pedras de gelo.
    – 1/4 de abacate com 1 colher de sobremesa de chia + 5 ovinhos de codorna.

    Cardápio de café da manhã proteico:

    – Iogurte grego com polpa de açaí + ovos mexidos com espinafre
    – Frutas vermelhas com quino + queijo de búfala ou ricota
    – Pasta de grão de bico com frango + suco verde com clorofila

    Fonte:
  • E dale carrrrrrdinho no jantarrrr! Hehe

    FAROFA

    OQ? 450g de lentilha + 5 col azeite extravirgem + 5 col de cebola picada + 5 castanhas do Pará trituradas + sal à gosto.

    COMO? Deixe a lentilha descansando numa tigela com água por 12hs > coloque numa panela pra cozinhar com água em fogo baixo durante 45min > refogue a cebola com azeite e sal > despeje tudo no processador e deixe batendo até virar um creme > adicione água, se necessário > salpique a castanha antes de servir.

    Até os 30 anos, Gabi Castejon nunca tinha refogado arroz e nem tinha panela em casa, acredita? Pois é, em 2014 ela resolveu reduzir seu percentual de gordura e, por conta desta meta, ‘teve’ que começar a cozinhar. No começo, a Gabi achou a ideia de ir para a cozinha bastante sem sal, mas foi só começar para descobrir uma doce (e fit) paixão! Daí comprou panelas e uma passagem para Nova Iorque, onde se formou no Natural Gourmet Institute.

    Hoje, ela compartilha no FarofaFit (instagram/snapchat/facebook/youtube – @farofafit) as suas descobertas e receitas fit, tudo sempre nhaamm, saudável e com uma pitada de praticidade!