• Combatendo a celulite
    10/06/2016

    Determinadas pessoas têm mesmo uma propensão genética a tê-las, mas é possível reverter a situação com bons hábitos alimentares e uma rotina de exercícios minimamente regrada.

    Elas aparecem por conta de uma alteração no tecido gorduroso da pele, provocada por toxinas que não são devidamente eliminadas e acabam acumuladas na corrente sanguínea. Estas toxinas são provenientes de má alimentação e exposição tóxica excessiva (uso de plásticos, papel alumínio, alimentos muito contaminados com agrotóxicos, poluição…), que somadas a problemas circulatórios, fazem com que o sangue não circule adequadamente, afetando o tecido subcutâneo e então o corpo entende que está num processo inflamatório!

    Evidências científicas sugerem que alguns componentes da dieta causem estresse oxidativo, ou seja, formação excessiva de radicais livre, desencadeando consequentemente num processo inflamatório crônico de baixa intensidade.  A ingestão de glicose tem sido associada ao aumento da síntese de compostos que inflamam as células, por isso o consumo excessivo de doces pode piorar consideravelmente o aspecto da celulite.

    CELU

    O que podemos fazer para melhorar?

    Passo 1: faça musculação! O exercicio físico com carga estimula a mobilização da gordura corporal, melhora a flacidez que piora o aspecto da celulite e promove maior sensibilidade à insulina, ou seja, melhora o aproveitamento desse hormônio pelo corpo, que quando liberado em excesso promove maior acúmulo de gordura

    Passo 2: inclua alimentos de ação anti-inflamatória em sua rotina, como: Cúrcuma, que melhora a circulação; Gengibre, que tem ação termogênica, auxiliando na redução da gordura e reduzindo a retenção hídrica; Aveia, rica em silício, melhora a formação de colágeno e melhora a estrutura da pele, amenizando o aspecto da celulite; Própolis, que é um poderoso antioxidante; Pimenta, que tem ação termogênica e age diretamente na circulação.

    Também inclua chás na alimentação

    Centella asiática: melhora a circulação.
    Cavalinha: tem efeito diurético e promove elasticidade dos tecidos
    Dente de leão: reduz a retenção de líquidos.
    Bardana: diurético, propriedades anti-inflamatórias e ajuda no rejuvenescimento da pele.

    Passo 3: tenha um intestino saudável

    Ele é um dos órgãos responsáveis pela eliminação de toxinas, que quando acumuladas pioram o aspecto da pele e das celulites, por isso é preciso que funcione bem diariamente. Consuma fibras e beba bastante água.

    Passo 4: Evite o sal

    Ele aumenta a retenção hídrica e inflama o corpo quando consumido em excesso por alterar o pH sanguíneo.

    Passo 5: Beba água

    Grande parte das toxinas é expulsa do nosso organismo por meio da urina, fezes e suor. Se não houver hidratação suficiente, esses processos ficam comprometidos. A água também proporciona a melhora da circulação sanguínea e acaba prevenindo o aparecimento de celulite.

    dica da minha Nutricionista, Dra Patricia Davidson
    patriciadavidson.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>