Saúde
  • As alterações do sono podem ser causadas e agravadas por conta de alterações hormonais, estresse excessivo, alergias alimentares e hábitos inadequados.

    A falta de uma boa noite de descanso pode comprometer a memória, a concentração, causar irritabilidade, perda de massa muscular e até alterações de pressão arterial. Para reverter ou pelo menos minimizar o quadro, a alimentação funcional pode e deve ser uma grande aliada. É só investir em:

    – Alimentos que auxiliam a formação de serotonina, pois promovem relaxamento e são precursores da melatonina, o hormônio do sono: abacate, banana, castanhas, amêndoas e gergelim;
    – Alimentos fonte de fitomelatonina: cerejas, uvas ou suco de uva integral;

    insonia_

    – Chás com ação calmante e sedativa: camomila, melissa, passiflora e alface, que tem lactucina, presente principalmente nos talos e ótima para aliviar a ansiedade, com ação calmante e sedativa.

    Evite consumir alimentos que promovem oscilações bruscas da glicemia e prejudicam a qualidade do sono como os carboidratos simples: pães, massas, bolos, balas, chocolates etc.

    Evite também qualquer luminosidade no quarto, usar eletrônicos perto do horário de dormir, ingerir bebidas ou suplementos com cafeína como chá verde, chá preto, mate, refrigerantes à base de cola e estimulantes como o chocolate à noite, e tenha um horário regular para deitar na cama.

    Sigam as dicas e durmam bem!

     

    Por: http://patriciadavidson.com.br

  • O movimento #SegundaSemCarne é um ótimo incentivo para reduzir a ingestão de toxinas, aumentar a ingestão de nutrientes e estimular a alimentação alcalina, que favorece a desintoxicação. Além dos benefícios nutricionais, ainda impactamos positivamente o meio ambiente, mas é preciso ter atenção às escolhas para não carecer de nutrientes essenciais ao corpo.

    Estas são algumas dicas que dou aos meus clientes que não consomem proteína animal:pd-semcarne-1

    – Escolha boas fontes de proteína vegetal: feijão, ervilha, lentilha, grão de bico e quinoa. Sempre as deixem de molho por 12 horas para cozinhar normalmente para reduzir saponinas e eliminar fitatos que dificultam a absorção de nutrientes importantes para os vegetarianos como zinco, cálcio e ferro.

    – Inclua folhas verde escuras no prato como agrião, rúcula, espinafre e mostarda, pois elas são fontes de cálcio, magnésio e ferro.

    pd-semcarne-2
    – Para otimizar a digestão da refeição e facilitar a absorção do ferro, consumam frutas fontes de vitamina C como acerola, limão, tangerina e morango em saladas salgadas pra quem gosta de misturar doce com salgado, ou mesmo em saladas de frutas nos lanches intermediários.- Priorize o consumo de brotos, pois eles têm a digestão facilitada e maior biodisponibilidade dos nutrientes por serem germinados. O broto de alfafa, por exemplo, é uma das melhores opções digestivas!

    – Muito cuidado com excesso de carboidrato! É super comum compensar a “fome” com fontes de carbo, por isso fique atento à salada e à proteína vegetal que você usará quando retirar a proteína animal.

    pd-semcarne-3– Metade do prato deve ser de salada e legumes, pois eles garantem boa quantidade de fibras e magnésio.

    – A soja, tão comum nos pratos de veganos e vegetarianos, deve ser consumida na forma fermentada, como no tofu, por exemplo. A versão em grãos normalmente tem digestão difícil e apresenta componentes que dificultam a absorção de proteína e minerais.E pra quem gosta de experimentar novos sabores na cozinha, aí vai uma receita de hambúrguer vegetariano:

    pd-semcarne-5

     

    Ingredientes:

    250g de grão de bico cozido e bem escorrido;

    3 colheres de sopa cheias de amaranto em flocos;

    1 colher de sopa de abóbora japonesa cozida e espremida;

    1 colher de café de tahine;

    1 colher de sopa de cheiro verde picado;

    1 dente de alho socado;

    Noz moscada ralada;

    Preparo: Processe o grão de bico e misture os demais ingredientes com a mão. Deixe na geladeira de uma noite pra outra para que a massa absorva todos os temperos. No dia seguinte, modele em forma de hambúrguer. Levar à frigideira antiaderente com um pouco de óleo de coco ou azeite e deixe dourar bem de um lado e depois do outro, sem mexer para não quebrar. Monte a seu critério com saladas, molhos e pães sem glúten.

    Dica da minha nutricionista: http://patriciadavidson.com.br

  • pd-frio-ft

    Li esse artigo no site da minha nutricionista Dra Patricia Davidson, e resolvi compartilhar com vocês pois isso é bem frequente quando se tem mudanças bruscas de temperatura!

    Sentir a imunidade cair nos dias mais frios é sinal de que a sua alimentação não está sendo feita da maneira correta. Entenda como você pode se prevenir de gripes e resfriados com o que coloca pra dentro:

    Quantas pessoas você conhece que pegaram um resfriado ou uma gripe nos últimos dias? Com certeza não foram poucas. Isso porque tendemos a reduzir a densidade nutritiva da alimentação por dar preferência a alimentos mais calóricos e com menos vitaminas e minerais. Frutas e verduras saem de cena e consequência é a queda de imunidade.

    Para que possam entender melhor, tudo começa no sistema imunológico, que tem a função de manter a integridade do corpo, defendendo-o de agentes que podem causar doenças. As células do sistema imunológico ficam espalhadas por todo o nosso organismo: sangue, órgãos linfoides e intestino. Uma nutrição adequada é fundamental para o funcionamento pleno desse sistema, promovendo uma comunicação harmoniosa entre as células.

    E fortalecer o sistema imunológico mesmo em dias mais frios não é difícil. Alguns alimentos contribuem com nutrientes e compostos ativos que turbinam a imunidade e agem contra diversas doenças:

    pd-imunidade1fonte de glutationa, um poderoso antioxidante que melhora a função das células imunes. Pode ser acrescentado em sopas e em omeletes, por exemplo.

    – Alho: tem função imunoprotetora, além de fornecer selênio e zinco, nutrientes importantes para evitar gripes, resfriados e outras doenças. Acrescente em sopas e purê de legumes. Em azeites aromatizados fica sensacional!

    – Amêndoas: ricas em vitamina E e vitaminas do complexo B, ajuda a proteger o sistema imune da oxidação, principalmente em situações de estresse. Podem ser consumidas como leite puro ou em preparações cremosas como chocolate quente e purês, além de ser uma alternativa super prática de lanche intermediário.

    pd-imunidade2

    – Batata doce: rica em betacaroteno, precursor de vitamina A, é um nutriente fundamental para o sistema imunológico. Pode ser usada no lugar do pão no café da manhã, cozida, ou em purê e sopas. Em forma de chips, quando cortada bem fininha e levada ao forno com ervas, fica uma delícia e vira um snack delicioso!

    – Shitake: rico em vitaminas do complexo B que ajudam na proteção do corpo, também oferece efeitos antivirais e antibacterianos, dando um super reforço à imunidade. Pode ser consumido dentro de uma omelete, como acompanhamento de torradas e em sopas.

    – Orégano: ótimo contra intoxicações alimentares, contém carvacrol, que ativa as defesas do corpo. Para garantir os seus benefícios, deixe para salpicá-lo só depois do pronto já pronto.

    pd-imunidade3te de Leão: aumenta a resposta imune e a produção de óxido nítrico, melhorando a oxigenação dos tecidos. Utilize na forma de chá, com 1 colher chá para 1 xícara de água aquecida.

    – Frutas cítricas: fontes de vitamina C, são responsáveis pela cicatrização de feridas, fraturas e contusões, e atua no processo inflamatório e na integridade das mucosas. Consuma em forma de sucos ou frutas in natura.

    E quem terminou de ler e já quer se prevenir, essa sopa da imunidade é uma ótima forma de começar!

    pd-sopaedientes:

    1 xíc. de brócolis
    1 xíc. de couve flor
    Suco de 1 limão
    1 col. chá de açafrão da terra
    1 dente de alho
    100g de shitake
    Pimenta-do-reino a gosto
    Ervas aromáticas a gosto (salsa, cebolinha, manjericão, orégano)
    Sal rosa a gosto
    1 litro de água
    2 colheres de sopa de semente de linhaça
    Coloque a água e o alho em uma panela, ferva a água e adicione o brócolis e a couve flor. Cozinhe até amolecer as flores e bata tudo no liquidificador até ficar como um creme. Refogue o shitake no azeite e misture ao creme. Depois de pronto, acrescente a pimenta-do-reino, sal rosa, limão, ervas e a semente de linhaça. Tempere com um fio de azeite e pronto! Esta é uma ótima escolha tanto para o almoço, quanto para o jantar.

    Saiba mais em: http://patriciadavidson.com.br

  • FRITADA | daaaale ovo com batata e outras ‘cositas más’! Nhammm!
    .
    OQ? 1 cebola roxa + 1 batata doce pequena e descascada + 1 col sopa de azeite extra virgem + 5 ovos caipira levemente batidos + 1/3 xic de castanha do pará picadinha + ervas finas e sal rosa a gosto.
    .
    COMO? Corte a batata em fatias beem fininhas > pique a cebola em rodelas > leve a batata ao fogo média com o azeite > quando as bordinhas estiverem translúcidas, adicione as cebolas > mexa até a cebola dourar > acrescente o sal + os ovos > quando quase cozidos, acrescente as castanhas > salpique as ervas finas antes de servir.

    FarofaFit_FritadaFit

    Até os 30 anos, Gabi Castejon nunca tinha refogado arroz e nem tinha panela em casa, acredita? Pois é, em 2014 ela resolveu reduzir seu percentual de gordura e, por conta desta meta, ‘teve’ que começar a cozinhar. No começo, a Gabi achou a ideia de ir para a cozinha bastante sem sal, mas foi só começar para descobrir uma doce (e fit) paixão! Daí comprou panelas e uma passagem para Nova Iorque, onde se formou no Natural Gourmet Institute.

    Hoje, ela compartilha no FarofaFit (instagram/snapchat/facebook/youtube – @farofafit) as suas descobertas e receitas fit, tudo sempre nhaamm, saudável e com uma pitada de praticidade!

  • BOLO DE CENOURA (SEM GLÚTEN) | esta é pra inspirar o lanchinhos do fds! Nhammm!
    .
    OQ? 2 ovos caipira + 2 cenouras média + 2 csopa de mel lá da @zonacerealista + 6 csopa de leite desnatado + 6 csopa de óleo de coco + 6 csopa de farinha de amêndoas + 2 cchá de fermento em pó. // cobertura: 3 csopa de cacau + 1 csopa de proteína vegetal + 1 csopa de mel + 1 csopa de leite.
    .
    COMO? Bata tudinho no liqui > leve a uma forma untada com óleo de coco > leve ao forno pré-aquecido a 180g por 15-20min ou até o teste do garfo der certo. // pra cobertura, é só misturar tudinho com um fouet.
    .
    HEIN? O teste é você tchucar um garfo no meio do bolo ainda no forno, se ele sair melequento, ainda tem que deixar mais tempo assando; se sair sequinho, daí pode tirar do forno e esperar esfriar (ou não! Kkk) pra devorar!
    .
    PQ? Pra variar nos snacks e ter algo gordinho de mentirinha no fds!

    FarofaFit_BolodeCenoura

    Até os 30 anos, Gabi Castejon nunca tinha refogado arroz e nem tinha panela em casa, acredita? Pois é, em 2014 ela resolveu reduzir seu percentual de gordura e, por conta desta meta, ‘teve’ que começar a cozinhar. No começo, a Gabi achou a ideia de ir para a cozinha bastante sem sal, mas foi só começar para descobrir uma doce (e fit) paixão! Daí comprou panelas e uma passagem para Nova Iorque, onde se formou no Natural Gourmet Institute.

    Hoje, ela compartilha no FarofaFit (instagram/snapchat/facebook/youtube – @farofafit) as suas descobertas e receitas fit, tudo sempre nhaamm, saudável e com uma pitada de praticidade!